On estado

 


     Criado em 2015, a partir de um diagnóstico da situação do Estado na área da infância e do mapeamento das ações voltadas para o segmento nas diferentes secretarias estaduais, a iniciativa busca contemplar a complexidade de promover o desenvolvimento infantil estruturado em quatro pilares: Tempo de Nascer, Tempo de Crescer, Tempo de Brincar e Tempo de Aprender.

     O Cartão Mais Infância é destinado para núcleos familiares cearenses com crianças de 0 a 5 anos e 11 meses que se enquadrem na situação de alta vulnerabilidade social: residentes de zona rural, em propriedades sem banheiro ou sanitário, de estrutura inapropriada (taipa, palha, madeira aproveitada ou outro material), além de residências urbanas sem água canalizada em, pelo menos, um cômodo. Para conceder o benefício, a família deve está escrita no Cadastro Único Para Programas Sociais (CadÚnico). As famílias cearenses em situação de extrema pobreza são contempladas com a transferência de renda mensal, no valor de R$ 85, do Governo do Ceará.

    Em Senador Sá, além de ter recebido equipamento recreativo, uma brinquedopraça tem 72  famílias que são beneficiadas com a renda extra. Com a ampliação, em 2021, cerca de 70 mil famílias terão acesso ao programa. O governo divulgará em breve as novas famílias que deverão entrar no programa, os municípios como Senador Sá possuem cadastros sociais e serão esses dados que o gerverno cearense utilizará para preenchimento das vagas.