Business

Em Senador Sá, criança de 11 anos precisar fazer exame e família cria vakinha para arrecadar dinheiro. Ajude!!

Print da Vakinha iniciada pela família

    Em Senador Sá muitas famílias necessitam de ajuda, por meio desta publicação tornamos público o caso do Nalbert de apenas 11 anos, porém apesar da pouca idade já enfrenta grandes desafios em sua vida. Ele que sofre de epilepsia muscular e teve  paralisia cerebral, e tem a cadeira de rodas como algo necessário para que a família o locomova. 

    Conversamos com a família que nos contou da necessidade de Nalbert em fazer alguns exames solicitados pelo médico em Setembro de 2019 (receituário abaixo) para dar prosseguimento em seu tratamento como também buscar recursos públicos para dar uma melhor vida a ele. Após não conseguir o exame que devido a situação de Pandemia ficou ainda mais difícil, pois o SUS não está recebendo situações como a de Nalbert. E o exame, só de maneira particular e sua família não tem condições de bancar esses valores. 

    Com o objetivo de angariar recursos para tornar possível esses exames a família iniciou uma Vakinha Online como forma de captar esse valor. Um outro pedido é uma cadeira de rodas mais confortável para o jovem, a que ele tem hoje já foi conquistada por doação. 

Clique no link e faça sua doação, de qualquer valor, pois um pouco de cada com união tudo é possível. Se não for possível, no momento, fazer alguma doação, compartilhe essa matéria para que outras pessoas possam conhecer a história do Nalbert. Outras doações são possíveis como cestas básicas, roupas, produtos de higiene dentre outros mantimentos. 

Contato da família: (88) 99416-8609
   


    "Ola, meu nome é Antonio Nalbert de Sousa tenho 11 anos. Ano passado eu tive uma crise e fui para o hospital, pois tenho epilepsia muscular e paralisia cerebral. Então o médico pediu para eu fazer um exame que se chama 'eletrocefalograma'. Se eu não fizer posso até morrer. Já esta com um ano que era para eu ter feito, mas ate agora não conseguir. Minha família não tem condições de pagar por esse exame e eu só tenho 11 anos e nunca fiz tratamento pro meu problema de saúde. Ja tentei fazer o exame pelo SUS, mas a secretaria de saúde não conseguiu nem marca. Minha mãe  procurou a Ação Social para mim ajuda, mas não adiantou nada. Quero muito fazer esse exame e fazer os tratamentos para epilepsia. Dar muitos tremores pelos meus músculos e também tenho muita vontade de compra uma cardeira de rodas mais confortável. Eu tenho uma porque ganhei. Então gente conto com ajuda de vocês."  Nalbert

   Conversei com a secretária de saúde, Roberta Vasconcelos, ela falou sobre o caso do Nalbert. Áudio abaixo:

Link da Vakinha:

Sec. de Saúde Roberta Vasconcelos:



Receituário:

Postar um comentário

0 Comentários