Em Senador Sá "um positivo (covid-19) circulando em um local de aglomeração" afirma do blog em matéria




  O blog CS1 em matéria publicada no domingo, 17 de Maio, comentou sobre o aumento de casos do novo coronavírus no município. E além do desrespeito de parte da população ao isolamento social um dos motivos citados no texto foi que um dos casos confirmados como positivo circulou livremente em pontos de aglomeração no município, mesmo após ser diagnosticado e solicitado o isolamento domiciliar pela secretaria.

"Há diversos relatos dentro da cúpula da saúde do descumprimento de isolamento por parte de algumas pessoas, ou seja, pessoa confirmada com coronavírus pela Secretaria De Saúde que deveria estar em casa em isolamento, circulando normalmente pela rua. Além dos relatos de pessoas próximas a estes que chegam à saúde, teve um caso que profissionais da saúde viram in loco “na maior cara de pau”(sic) um positivo circulando em um local(inclusive) de aglomeração."

    O blog, por ter proximidade com a gestão, tem fontes dentro do grupo. O que corrobora para a veracidade da informação. Até o último boletim epidemiológico divulgado (no dia 15 de Maio ), Senador Sá estava com 33 casos confirmados. É importante observar que segundo estudos, para o município ter noção dos casos existentes na sua área recomenda-se multiplicar o número de casos confirmados oficialmente por 7,7 para ter uma média de quantos casos deve existir naquela cidade. 

O estudo foi realizado pelos professores Leonardo Costa Ribeiro, da Faculdade de Ciências Econômicas (Face) da UFMG, e Américo Tristão Bernardes, do Departamento de Física da Universidade Federal de Ouro Preto (Ufop). "Concluímos que o número oficial de casos confirmados deve ser multiplicado por 7,7 para se chegar à quantidade real de pacientes infectados”, explica Ribeiro.

     Se aplicarmos esse cálculo em Senador Sá (33 x 7,7 = 254,1), o número provável de casos seja mais de 250. É importante lembrar que a maioria dos casos são assintomáticos, ou seja não mostram quaisquer sintomas identificáveis com facilidade. E com esse agravante do desrespeito, o número pode ser ainda maior. 

LEIA MATÉRIA DO BLOG CS1 NA ÍNTEGRA: Clique aqui!!









Postar um comentário

0 Comentários