Business

Zika, Dengue, Chikungunya e outros surtos que devemos manter os cuidados. Fique atento!


   Nesse momento estamos atentos aos cuidados com o COVID-19 (novo coronavírus), mas também precisamos ficar atento para outras doenças que podem surgir, principalmente nesse período de chuvas, como a Zika, Dengue, Chikungunya ou Febre amarela.
    Aproveite o tempo em casa devido ao isolamento social imposto com o cenário de Pandemia e veja os locais de possíveis focos, pois a recomendação é não descuidar nenhum dia do ano e manter todas as posturas possíveis em ação para prevenir focos em qualquer época.
   Por isso, a população deve ficar atenta e redobrar os cuidados para eliminar possíveis criadouros do mosquito. Essa é a única forma de prevenção. Faça a sua parte. #CombateAedes

Algumas medidas bem simples, mas que ajudam a prevenir várias doenças.
  • Tampe os tonéis e caixa d’água.
  • Mantenha as calhas sempre limpas.
  • Deixe garrafas sempre viradas com a boca para baixo.
  • Mantenha lixeiras bem tampadas.
  • Deixe ralos limpos e com aplicação de tela.
  • Limpe semanalmente ou preencha pratos de vasos de plantas com areia.
  • Limpe com escova ou bucha os potes de água para animais.
  • Retire água acumulada na área de serviço, atrás da máquina de lavar roupa.







Veja também:


Como eliminar os focos do mosquito aedes aegypti?

  • Lavar as bordas dos recipientes que acumulam água com sabão e escova/bucha.
  • Jogar as larvas na terra ou no chão seco.
  • Para grandes depósitos de água e outros reservatórios de água para consumo humano é necessária a presença de agente de saúde para aplicação do larvicida.
  • Em recipientes com larvas onde não é possível eliminar ou dar a destinação adequada, colocar produtos de limpeza (sabão em pó, detergente, desinfetante e cloro de piscina) e inspecionar semanalmente o recipiente, desde que a água não seja destinada a consumo humano ou animal. Importante solicitar a presença de agente de saúde para realizar o tratamento com larvicida.

Como efetuar a limpeza de objetos usados para armazenamento de água no combate ao aedes aegypti?

Tampar e lavar reservatórios de água são ações importantes para o combate ao Aedes aegypti. A limpeza deve ser periódica com água, bucha e sabão.
Ao acabar a água do reservatório, é necessário fazer uma nova lavagem nos recipientes e guardá-los de cabeça para baixo. Esse cuidado é essencial porque os ovos do mosquito podem viver mais de um ano no ambiente seco.

Recomendações de utilização da água sanitária no combate ao aedes aegypti

A agua sanitária também poder ser utilizada no combate às larvas do mosquito da dengue (aedes aegypti), mas é importante lembrar que ela NÃO PODE ser utilizada em recipientes usados para armazenamento de água para consumo humano e de animais. 
Recomenda-se a utilização de água sanitária pela população nos seguintes criadouros do mosquito da dengue (aedes aegypti):
LocalTratamento
Vasos sanitários que não são de uso diárioAdicionar 1 colher de chá (5ml) de água sanitária
Caixa de descarga sanitária que não é de uso diárioAdicionar 2 colheres de sopa (30ml) de água sanitária
Ralos externos (captam água de chuva e de limpeza) e internosAdicionar 1 colher de sopa (15ml) de água sanitária
Tambores de armazenamento (200 litros) de água não utilizada para consumo humanoAdicionar 2 copos americanos (400ml) de água sanitária
Bromélias, bambus e plantas que possam acumular água1 colher de café (2ml) para cada litro de água e preencher nos locais onde acumulam água
O tratamento deve ser repetido semanalmente, preferencialmente em dia fixo, de modo a garantir que a solução continue efetiva no combate às larvas.
Essa é uma ação adicional e não exclui as atividades de remoção e proteção dos potenciais criadouros, que são fundamentais para o controle da dengue, chikungunya e Zika

Postar um comentário

0 Comentários