Governador Camilo Santana decreta emergência de Saúde Pública no Ceará



   O Ceará declarou emergência de Saúde Pública por conta da pandemia do novo coronavírus, Covid-19. Anúncio foi feito na tarde desta segunda-feira, 16, pelo governador do Ceará, Camilo Santana, após reunião realizada pelo Comitê de Enfreamento Estadual contra a patologia. Parlamentar também informou a suspensão de qualquer evento público acima de 100 pessoas em escolas e universidades públicas a partir de quinta-feira,19, por 15 dias. 



O Governo do Ceará anunciou a suspensão das aulas em escolas e universidades públicas a partir da próxima quinta-feira (19) no estado. Em decreto publicado no Diário Oficial do Estado, foi definido estado de emergência na saúde pública por causa do coronavírus.

Comitê Estadual de Enfrentamento à Pandemia do Coronavírus se reuniu pela primeira vez nesta segunda-feira (16), no Palácio da Abolição. Após a reunião, novo boletim da Secretaria da Saúde do Ceará foi divulgado informando que o estado tem nove casos confirmados de Covid-19 - oito na capital e um em Aquiraz, na Grande Fortaleza.
Além das aulas, o governador Camilo Santana (PT) anunciou ainda a suspensão de qualquer evento com mais de 100 pessoas apoiado pelo ente público.
A suspensão de aulas nas instituições públicas valerá por 15 dias, contados a partir de quinta-feira. O governador ainda recomendou que instituições privadas tomem a mesma medida. "A recomendação do estado é que sejam suspensas [as aulas]", frisou Camilo.
Nesta segunda-feira (16), Universidade Estadual do Ceará (Uece), do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE) e da Universidade de Fortaleza já anunciaram a suspensão de aulas e atividades presenciais.
Outras medidas anunciadas por Camilo foram a suspensão das férias de todos os servidores públicos de saúde do estado, a obrigatoriedade de higienização dos transportes públicos na capital e interestaduais e o envio de ofício para a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e à Anvisa solicitando suspensão de voos internacionais para o Ceará.



Veja as recomendações da OMS para prevenir o novo coronavírus:

Lave as mãos frequentemente
Lave as mãos regularmente com álcool em gel ou com água e sabão. O álcool e o sabão matam vírus que podem estar nas mãos.
Mantenha distância social
Mantenha ao menos um a dois metros de distância entre você e pessoas que estejam tossindo ou espirrando. O vírus do Covid-19 é transmitido por gotículas que estão nos corrimentos nasais e saliva. A distância entre pessoas com sintomas de gripe evita que as gotículas cheguem a você.
Evite ficar tocando os olhos, nariz e boca
As mãos tocam todos os tipos de superfície e podem pegar vírus. Uma vez contaminadas, as mãos podem transferir o vírus para os olhos, nariz e boca. De lá, o vírus pode entrar no organismo e adoecer você.
Cubra a boca e o nariz ao tossir ou espirrar
Quando estiver rodeado de pessoas, cubra a boca com a dobra do cotovelo ao espirrar ou tossir. Também é possível usar lenços, que devem ser descartados prontamente depois do uso - dobre-os com a parte usada para dentro, a fim de evitar que o vírus se espalhe.
Se você tiver febre, tosse e dificuldade em respirar, ligue para o posto de saúde
Se você está se sentindo mal, fique em casa. Caso tenha sintomas como febre, tosse e dificuldade em respirar, ligue para o posto de saúde mais próximo. A partir da ligação, os agentes de saúde indicarão o que você deve fazer: se deve ficar em casa, se encaminharão um profissional, ou se você pode ir a uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA).

Quais os sintomas do novo coronavírus?
Os sinais do novo coronavírus se assemelham ao de uma gripe comum:

- Febre
- Tosse seca
- Cansaço
- Dificuldade para respirar em alguns casos
- Pode haver dores no corpo
- Congestão nasal
- Coriza
- Dor de garganta
- Há casos de diarreia
- Pode haver infecção do trato respiratório inferior, como nas pneumonias.
Há pessoas que não desenvolvem nenhum sintoma.

Período médio de incubação: cinco dias, com intervalos que chegam a 12 dias - período em que os primeiros sintomas levam para aparecer desde a infecção.

Informações: O POVO - G1

Postar um comentário

0 Comentários