PUBLICIDADE

 


Foto: Thiago Marques


Formada em Letras e pós-graduada em psicopedagogia e gestão a professora Sandra Cândido ficou conhecida por seus métodos lúdicos de repassar o conhecimento. Quando decidiu ser professora, Sandra pensava em utilizar os métodos convencionais para levar o conhecimento. Há 30 anos, ainda universitária, ela começou a ensinar. Mas com a prática, a professora foi aperfeiçoando sua metodologia. Desde 2011 com sua primeira performance interpretando a cantora  Beyoncé  em um evento da escola onde trabalhava, a partir da publicação do vídeo desse momento iniciou o crescimento da Tia Fofinha, como é carinhosamente chamada – utilizou de outras formas para ajudar no estudo de seus alunos. De maneira lúdica, se veste de personagens e dá show em suas performances.




     Atualmente Sandra reúne no currículo várias modalidades de ensino. É professora do ensino médio, de curso pré-vestibular, cursinho de concursos e desde sua ida para o programa da Eliana, onde ficou nacionalmente conhecida e estourou dentro do Ceará. Momento que surgiram convites para palestrar e ministrar aulas em outras escolas e eventos no estado. Além disso, é hoje uma das celebridades de Sobral, a 240 quilômetros de Fortaleza, por causa de suas fantasias, performances e seu jeito todo especial de ser.

     “Tenho uma página no Instagram @candidofofinha, uma página no Facebook ´Redação tia fofinha` é a minha página ganhou o maior `up´ em 2019, porque eu coloquei não só ajuda além de também fazer parcerias com vários professores do Brasil, psicólogos, terapeutas, estudantes e com os jornalistas. A gente fica trocando informações “.
    











ENTREVISTA



JACKSON SOUZA - Quando saiu de cena a professora Sandra Cândido com os métodos convencionais e entrou a tia Fofinha com suas fantasias e performances?
PROF. SANDRA CÂNDIDO (TIA FOFINHA) - “Teve um evento na escola, como gosto muito de dançar, o coordenador perguntou se queria imitar a Beyonce no evento de esporte. Não tinha fantasia, peguei uma roupa preta e uma capa. Eu, a professora de ginastica e outra professora. Quando entramos na quadra, todos ficaram... (observando). O Júnio (ex-aluno) era um aluno que gostava muito de mim. Sempre chamo eles de amadinhos, quem gostou um beijo e quem não dois beijos, rsr, fez um desafio de eu imitar a Cleópatra, e fui... Aprendi dança do ventre, arranjei uma peruca... E não teve mais como voltar...”

JACKSON SOUZA - Tendo em vista que a senhora já fez apresentações como Cleópatra, Gaby Amarantos, Michel Jackson, Carmem Miranda, Ivete Sangalo, Cláudia Leite, Joelma da Calypson, Anitta e mais. Qual das performances foi a mais difícil?   
PROF. SANDRA CÂNDIDO (TIA FOFINHA) – A mais desafiadora foi a do Michael Jackson, usar aquele paletó pra me movimentar. Primeiro foi um desafio encontrar um paletó, mas fui no pessoal que aluga roupas e pedi pra conseguirem. E os passos que tinha de fazer, eu tinha medo de rasgar o paletó. Foi o pedido de uma aluna, e era uma menina que tinha tirado muitas notas boas em redação e fanzona do Michael. Dai disse que faria uma surpresa pra ela no aulão. Todas as vezes que faço uma performance partiu de aluno e depois da família, meu filho tinha pavor, ele era meu aluno e disse “mãe você vai entrar de performance no aulão?” Falei pra ele se não quisesse assistir não teria problema, mas hoje em dia ele já seleciona roupas, inclusive essa roupa de hoje foi ele que escolheu.

JACKSON SOUZA - Em sua carreira houve algum momento em que essa maneira lúdica de unir o humor com o aprendizado sofreu alguma represália ou barreira de colegas professores?
PROF. SANDRA CÂNDIDO (TIA FOFINHA) – É claro que as vezes tem o assédio, a diferença. Jamais fiz isso para ser melhor que qualquer um, não faço para ser melhor. Trabalho é um conjunto, alguns acham besteira, já senti críticas e já ouvi falarem que “faço palhaçada com os meninos”. Mas ele não assiste a aula toda, só ver... Isso ai são coisas que a gente tem de... Quando você está em público vai ter o público de aderir e vai ter a crítica também. Digo com toda pureza que hoje recebo muito mais elogios... Comecei isso em 2011 e estamos em 2019, sempre procuro botar o que está em dia... Recebi, mas não de maneira grosseira. Já me perguntaram se eu num tinha vergonha, já me perguntaram isso... Mas quem não teve uma pedra no caminho.

TALITHA MAYARA – Como surgiu a ideia de levar esse trabalho lúdico aos professores de outras cidades. Como apresentação as aulas diferentes, deixa-los mais motivados e etc. Como o evento que ocorreu em Cruz/Ce por exemplo.
PROF. SANDRA CÂNDIDO (TIA FOFINHA) – Assim, quando comecei com isso alguns assessores disseram que tinha de mostrar aos outros, pois o que fazia era legal...  E fiz a primeira apresentação a professores numa escola da prefeitura onde fui falar sobre marketing pessoal. Como já e praxe em toda e qualquer palestra que eu for tem de ter a performance, entrar com a música e com a roupa. Meu coreografo, Otavio Aguiar, foi o primeiro a me dar a mão, me ensaiava, arrumava até duas três horas da manhã... Passei um ano assistindo conferencias, teoria é bom, mas uma maneira diferente de ensinar de maneira agradável... Cruz nesse ano foi meu ponta pé! Nunca me emocionei tanto quanto em Cruz, quando terminou eles não deixaram passar, fotos, dançando falando... E eram colegas de trabalho, me incentivaram mais! Depois foi a Camocim, foi convidada a Canindé em Sobral...

PAULO RIPARDO – O auge do seu conhecimento público, foi a ida até o programa da Eliana no SBT. Quem publicou o vídeo e como foi esse contato da emissora com você e como foi esse momento?
PROF. SANDRA CÂNDIDO (TIA FOFINHA) – Fui pro Youtube em 2011, em 2012 fiz uma entrevista, não pode fazer na minha casa, pois descobriram que a Tv Jangadeiro ia na minha casa e tivemos de mudar pra casa da minha irmã onde não vesti, apenas mostrei as roupas. Quando foi em 2015, a Tácita Vasconcelos do SBT de Fortaleza que é a irmã de uma aluna, viram o vídeo e vieram a Sobral pra gravar e dessa vez chamara alunos, colegas e fomos gravar no auditório. Ai recebi uma ligação em Dezembro avisando que a minha matéria tinha sido selecionada, ai esqueci. Em Março recebi duas ligações, uma da Globo do programa da Fatima Bernades e outra do SBT do programa da Eliana. Não ei resposta e pedi mais informações, eu liguei pra Tácila e comentei das ligações e por questão de respeito e ética escolhi o SBT, foi quem veio me buscar e me levou pra lá. Com respeito a emissora que fez minha primeira entrevista...

GABRIEL LOPES – Você aderiu recentemente a campanha “Depressão não é frescura”. Segundo o ministério da saúde afirma que o suicídio aumenta 2,3% por ano sendo que há casos a cada 46 minutos. Portanto, como você ver essa questão da depressão que está bem comum e é um dos temas abordados ultimamente?
PROF. SANDRA CÂNDIDO (TIA FOFINHA) - Essa campanha do suicídio... A três anos perdi um sobrinho por suicídio. Todo aulão que dou em Setembro vou de “Sol”. As vezes entro em auditórios com 200/500 jovens e sempre informo que vou falar sobre o tema... Inclusive como estou nessa campanha uma das redações que estamos estudando é sobre o assunto. Sinta na pele, o que você sentiu pois ver um jovem assim triste, calado... Sempre entro em contato com ele, com os pais... No direct, mensagem... De qualquer maneira! Recentemente falei com um no Instagram e como sou conhecida descobrir onde era a escola dele, falei com a coordenadora e conversei quase a noite toda com ele... As pessoas acham que jovem triste é fase, passa, não é!  Desde esse tempo faço essa campanha. Até perguntaram se eu estava com depressão, disseram em Sobral que a Tia Fofinha estava com depressão. Gente, tristeza não faz parte da minha vida, problemas até tenho, mas tristeza não! Sou Psicopedagoga também, e me sinto responsável!!

Na íntegra: Áudio/Vídeo

 


EQUIPE:


Prof. Augustiano, prof. Sandra Cândido e Gabriel Lop
Prof. Jackson Souza e prof. Sandra Cândido


Prof. Augustiano, prof. Sandra Cândido e Nycole Frota
Talitha Mayara e prof. Sandra Cândido





















 Prof. Sandra Cândido e Paulo Ripardo

Reações:

Postar um comentário

Atenção!
Ao comentar, escolha as palavras corretas para que seu comentário atinja seu objetivo, expor sua opinião sobre determinado assunto.
Os comentários passaram por moderação da redação e serão publicados, independente do seu conteúdo, caso o comentarista tenha uma identificação válida!
Obrigado por comentar!

 
Top