PUBLICIDADE

 




    Foi concluído dois anos de mandato da gestão Regina ou como é popularmente conhecida "Alex 2.0", e com isso notamos que na maioria dos pontos não houve melhoria vertical no desenvolvimento municipal. Nessa gestão foi oficializado dez secretárias municipais (prefeitura de Senador Sá) contando com o gabinete da prefeita e dessas quatro secretárias nos chamam a atenção pelo montante destinado as mesmas nos orçamentos municipais de 2018 e 2019, e com base nesses valores que comparados a prática ou a aplicações de ações nos deixam intrigados como é utilizado tendo em vista que não existe ações na prática que os justifiquem.
     
     A sec. de cultura e turismo já nos impressiona pelo nome, já que nem a cultura e muito menos o turismo é gerenciado no município. Os investimentos no turismo é inexistente, isso apesar de termos no município inúmeros pontos que poderiam gerar renda com investimentos, iniciativas e incentivos na área, a cultura que é quase sempre custeada pelo setor privado, isso com base que quase todos os momentos  e eventos culturais locais e grupos que os proporcionam buscam sempre apoio financeiro nos comércios locais e quando procuram o poder público não são atendidos ou não conseguem o apoio devido. A sec. teve em 2018 o orçamento de 482.000.00 baixando para 160.550,00 em 2019, observando os valores e a baixa de um ano para o outro, faz gerar ainda mais questionamentos e quando comparamos com o que é feito e com o que existe na prática o espato é ainda maior.

     A sec. de desenvolvimento econômico e sustentabilidade nos intriga já que o tema acaba tendo base para as demais secretarias municipais, já que o desenvolvimento municipal e a sustentabilidade do município que com o montante destinado a sec. poderia desenvolver ações para melhorar o tema se juntasse parcerias com as demais secretarias, principalmente a de saúde e a educação, mas nesses dois anos quase já segue com mais cem mil destinados e não conseguimos detectar ações desenvolvidas pela secretaria. Em 2018 a mesma teve o orçamento de 48.000,00 que baixou para 47.350,00 em 2019. Assim, como a maioria dos pontos que giram em torno da dessa sec. geram mais questionamentos do que respostas.

     A sec. de infraestrutura, transporte e controle urbano é outra que as ações e o orçamento não batem com as ações existentes e isso mesmo com algumas emendas parlamentares oficialmente divulgadas como os 600.000,00 em asfaltos ditos em palanques pelo Dep Robério Monteiro e o projeto Sinalize do governo estadual divulgados por Camilo S. e que já teve início. E com os gastos do município com o transporte em geral.  Na sede apenas duas ruas (pequenas) foram calçadas, no distrito do Salão algumas ruas e em Serrota alguns reparos. Vendo que em 2018 a sec. teve seu orçamento em 3.201.330,00 e aumentando para 3.616.715,00 em 2019. Será que uma parte desse montante  juntando com as emendas daria para nos quatro anos de mandatos calçar e/ou asfaltar pelo menos a sede do município? 

     A quarta sec. é a que mais nos chamam a atenção. A sec. de esportes e juventude, que teoricamente tem ou deveria ter um investimento grande já que o esporte é um dos mais importantes investimentos que auxiliam tanto a sec. de des. social, quanto a sec. de saúde e educação e consequentemente no desenvolvimento econômico do município. Isso somado que nossa cidade possui grandes atletas de diversas modalidades esportivas, entretanto a única ação que a pasta promove é um campeonato de futebol anual e sequer auxilia e/ou patrocina projetos  esportivos existentes. Em 2018 foi destinado no orçamento o valor de 1.114.580,00 e baixou para 820.340,00 para 2019. Pergunto a você, o que poderia ser feito na área em uma cidade com pouco mais de sete mil habitantes e com o porte de Senador Sá se realmente o montante fosse destinado adequadamente a área? 




     Assim, fica a reflexão e sobre os pontos, principalmente a nós que residimos em Senador Sá e conhecemos a realidade e claro a você que conhece nosso município de fora e/ou por passagem. Isso com uma análise superficial, pois se formos ver ponto a ponto e com detalhes não fica nada melhor. Olhe os valores, veja as ações, analise os secretários que dirigem as pastas e pensem... Vale lembrar que é de suma importância que a população conheça os secretários municipais e suas respectivas áreas, afinal serão esses que deveremos cobrar. E qualquer descaso nas áreas citadas, a responsabilidade é tanto do prefeito quanto do secretário. A população conhece todos os nomes, afinal Senador Sá é uma cidade pequena e sabemos quem são os secretários e os SECRETÁRIOS. Como os que possuem competência em sua pasta (área) e os que estão apenas para receber no fim do mês a recompensa do apoio político em campanha eleitoral.


Secretárias municipais:
Vanderlane Momeira - Gabinete do prefeito
João Paulo Vasconcelos Cordeiro - Administração e finanças
Emmanuel Fernandes de Almeida Soares - Educação
Jeovania Souza de Albuquerque - Saúde
Eliane Marcena Fernandes - Serviço social
Antº. Gleucimar de Sousa  - Agricultura
Antº. Nilson Moreira - Infraestrutura
Cristina Rodrigues Bastos - Des. Econômico e Sustentabilidade
Mª do Livramento Araujo - Cultura e Turismo
Cesar Alves de Sousa - Esporte e juventude



Veja: 


Reações:

Postar um comentário

Atenção!
Ao comentar, escolha as palavras corretas para que seu comentário atinja seu objetivo, expor sua opinião sobre determinado assunto.
Os comentários passaram por moderação da redação e serão publicados, independente do seu conteúdo, caso o comentarista tenha uma identificação válida!
Obrigado por comentar!

 
Top