PUBLICIDADE

 

  


     Após o rompimento da barragem da Vale na Mina Córrego do Feijão, em Brumadinho, município na zona metropolitana de Belo Horizonte, deputados cearenses pedem a verificação da estrutura e estabilidade de algumas barragens no Ceará.
     Os parlamentares Romeu Aldigueri (PDT), Marcos Sobreira (PDT) e Audic Mota (PSB) entraram com requerimentos, na semana passada, solicitando vistoria nas barragens dos municípios de Senador Sá, Iguatu e Icó, respectivamente.
     O deputado Romeu Aldigueri requereu envio de ofício ao Departamento de Arquitetura e Engenharia do Ceará (DAE) e à Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos do Ceará (Cogerh), a fim de que seja realizada vistoria na barragem do açude Tucunduba, em Senador Sá. O documento também prevê laudo técnico, como forma de “evitar tragédias humanas e prevenir eventuais desastres ambientais com repercussões nefastas à fauna e à flora”O deputado acrescentou que a barragem apresenta fissuras que podem comprometer sua estrutura física, trazendo preocupação aos moradores da região.
     Os requerimentos serão apreciados em plenário pelos deputados. Além disso, de acordo com uma lista divulgada pela Agência Nacional de Águas (ANA), sete barragens cearenses foram definidas como prioritárias para vistorias e vão ser fiscalizadas até o fim de maio.
Lista das barragens no Ceará a serem fiscalizadas no prazo de 90 dias.
BARRAGEM           EMPREENDEDOR                          MUNICÍPIO
Jaburu I                       COGERH                                        Ubajara
Jati                                MDR                                             Jati
Porcos                            MDR                                            Brejo Santo
Cana Brava                     MDR                                            Brejo Santo
Cipó                               MDR                                            Brejo Santo
Boi 1                              MDR                                            Brejo Santo
Boi 2                              MDR                                            Brejo Santo
     Das 91 barragens classificadas como de alto dano potencial e alta categoria de risco pela ANA, 52 foram prioritários e as 39 remanescentes são consideradas menos prioritária, já que foram vistoriadas recentemente pela ANA e poderão passar por nova visto.

VEJA TAMBÉM

Moradores de Serrota temem rompimento da parede do açude Tucunduba, fazem vídeos e mostram buracos enormes na mesma. Confira!


Ações do Estado
Na última quinta-feira, 7, a segurança das barragens do Ceará foi discutida no Conselho Estadual do Meio Ambiente (Coema), na primeira reunião do colegiado. Os órgãos de recursos hídricos do Estado afastaram risco de rompimento. O secretário do Meio Ambiente, Artur Bruno, informou que no Ceará não existe barragens de rejeitos, “mas temos estruturas físicas que represam água e, quando acontece um inverno com intensidade muito forte de chuvas, acaba deixando a população preocupada”, comunicou o secretário.
Titular da Secretaria de Recursos Hídricos (SRH), Francisco Teixeira afasta qualquer paralelo feito entre barragens cearenses com a que rompeu em Brumadinho, no ultimo dia 25 de janeiro. “A barragem de Brumadinho não tem nada a ver como as que são feitas para acúmulo de água. Seja o Governo do Estado, seja o Dnocs (Departamento Nacional de Obras Contra as Secas), ninguém faz barragem como essas de rejeitos”, declarou.ria até o fim deste ano.

Foto: FanPage do Dep. Romeu Aldigueri no Facebook


Fanpage: Romeu Aldigueri


Informações: ALCE - LAGOA - O POVO
Reações:

Postar um comentário

Atenção!
Ao comentar, escolha as palavras corretas para que seu comentário atinja seu objetivo, expor sua opinião sobre determinado assunto.
Os comentários passaram por moderação da redação e serão publicados, independente do seu conteúdo, caso o comentarista tenha uma identificação válida!
Obrigado por comentar!

 
Top