A violência em Senador Sá já faz parte da rotina. Agora roubos e ameaças no bairro do Matadouro. Confira!

Bandidos assaltam e ainda ameaçam moradores em Senador Sá. segundo o Blog CS1 apurouo -  As informações foram:



Isso mesmo, você não entendeu errado!
O fato aconteceu no Bairro Terreno Novos, região nordeste do perímetro urbano do município de Senador Sá, próximo ao novo PSF.

De acordo com as informações que chegaram CS1, quatro elementos armados chegaram de supetão as três residências que são vizinhas entre si por volta da 20h, de armas em punhos, inclusive com armas longas, exigiram as chaves das casas: “nós só quer a chave da casa”, “amanhã até 10h é pra deixar a casa! ” Informou uma das vítimas ao CS1.
Ainda conforme apurado, os meliantes queriam apenas a chave de três das dez casas da vizinhança, no entanto, os meliantes só conseguiram invadir duas das três intencionadas, a outra estava fechada, porém, segundo informaram ao CS1, deixaram o aviso para a desocupação.
Na saída os meliantes levaram os celulares dos moradores das duas casas. As vítimas abriram BO na Policia Civil que deve apurar o caso.

Histórico das Casas!
O CS1 recebeu diversas informações sobres as motivações para o ocorrido, contudo, as informações eram exageradas e divergente entre si, nossa equipe resolveu fazer uma checagem dos fatos e boatos antes de postar qualquer coisa.
Segundo foi apurado pelo CS1, a vila de residência na qual as três estão inseridas foram construídas entre 2007/2008 pela Prefeitura Municipal de Senador Sá para serem dadas ao povo, eram, segundo informações, ‘Casas de Cohab’, construídas na mesma época em que foi construído o ginásio poliesportivo que veio ao chão antes da obra  esta 100% concluída, no entanto, o então prefeito da época (Rui Aguiar) veio a perder a eleição em 2008 e seus correligionários, os mais chegados ou mais esperto, acabaram por se apropriarem das casa (ou casebres) alegando que o senhor Rui Aguiar havia lhes dado.
Ainda conforme foi apurado pelo Correio Senadorsaense, também foi desta forma procedido com boa parte das terras na região, tanto no entorno do ginásio como da creche que foi iniciada na mesma época “ o povo pegava um metim aqui, um metim acolá e dizia que tinham dado... A maiorias dos casebres, inclusive onde estão as citadas no topo desta matéria, ficaram na época, segundo foi informado ao CS1, em posse de alguns correligionários e metres de obras da gestão de Rui Aguiar (O CS1 teve acesso a alguns nomes porem não pode citar).
Todavia, conforme apurou o CS1, muitos dos moradores que lá residem atualmente já adquiriram a casa de outras pessoas através de troca ou compra, a única semelhança observada é que duas das três casas invadidas estão (ainda) em poder de parentes de um ex-metre-de-obras da citada gestão, porém, foi repassado ao CS1, que ninguém sabe quem estar reivindicando o imóvel.

COHAB
A aquisição do terreno (3,19 hectares) para a construção das casas custou aos cofres público, segundo o TCM, R$ 47.987,17 (Quarenta e sete mil, novecentos e oitenta e sete reais e dezessete centavos) isso em 2006. (Abaixo do documento comprobatório):

Nenhum comentário:

Atenção!
Ao comentar, escolha as palavras corretas para que seu comentário atinja seu objetivo, expor sua opinião sobre determinado assunto.
Os comentários passaram por moderação da redação e serão publicados, independente do seu conteúdo, caso o comentarista tenha uma identificação válida!
Obrigado por comentar!

Tecnologia do Blogger.