Parlamentares recebem projetos do executivo com atualização de valores e a criação de outros inúmeros cargos comissionados!


   Em sessão na câmara municipal de Senador Sá nesta  última sexta, 16 de Março, foi apresentado projetos de autoria do poder executivo municipal com a criação de inúmeros cargos comissionados* com salários entre $754,00 à $2.500,00 mais representação. 
     A prefeitura que ainda não convocou todos os classificados do último concurso, até o momento, vem através destes projetos atualizar e criar num total de mais de cem cargos comissionados,  e levando em conta o histórico do município e seus anseios essa atitude torna-se mais que suspeita, além de ser ano eleitoral. Projeto esse que está fora do orçamento anual do município, que já foi  votado e aprovado (orçamento 2018), e com certeza terá impacto aos cofres públicos - em um pais, estado e município que vem, segundo afirmam os mesmos, enfrentando uma crise econômica onde falta dinheiro para o básico, também segundo os representantes públicos.
      O projeto que já vem com o texto "...a Câmara M. de SSá APROVOU..." mas foi apenas apresentado neste encontro e deve ser votado na próxima sessão (06 Abril) ou em possível "sessão extraordinária" e ai sim poderá constar como aprovado. Esse que foi protocolado em 8 de março, entregue na quinta (15) e apresentado em 16 de março e  consta que valerá, após aprovado, desde dia 1 de fevereiro deste ano - ou seja - ainda terá o retroativo de dois/três meses. 
        
Comentário: "Pelo amor de Deus! Todos esses cargos ai serão destinados aos chegados de campanha, o velho "segura voto" ou "cabide eleitoral" como diz no popular. Se tinha todas essas vagas, muitas poderiam até ter entrado via concurso. Ai vem querer usar  a brecha dos cargos comissionados para empregar qualquer pessoa é muita falta de noção e desprezo pela sociedade. Lamento dizer, depois de uma ano, até tinha uma longínqua esperança de melhoria para com a gestão, mas a cada dia é uma bola fora!! Desativa projeto que beneficiava trabalhadores dizendo falta de dinheiro, não investe em projetos sociais existente dizendo falta de dinheiro, não desenvolve a cidade nem soluciona inúmeros problemas sociais e de infraestrutura dizendo falta de dinheiro, não investe em segurança dizendo falta de dinheiro, falta remédios no posto e mais... E sem contar que muitos desses cargos ainda são de pessoas sem formação profissional para atuar corretamente. Mas gasta em inúmeras festas e agora essa!! Vamos respeitar a cidade e seus moradores, vamos valorizar os jovens, vamos desenvolver o município, vamos CORTAR gastos desnecessários para poder gastar onde mais precisa e corretamente. Já disse e repito, não quer 'peça pra sair'. Ainda tem quem diga que está tudo ótimo! Até procuramos pontos positivos pra poder elogiar, afinal queremos ver o melhor pra nossa cidade, mas assim fica difícil."
    
Obs.: Entramos em contatos com os vereadores Raul Neto, Zilma Araújo, Neto Araújo, Neto Andrade, Maria DuCarmo (Presidente), Daniele Cordeiro, Cesar Alves Filho e Aurelio Martins para comentar sobre o tema. Os que propuseram-se a responder os questionamentos estão em anexo abaixo. confira!
Obs.2: Não conseguimos entrar em contato com o vereador Castelo Bastos.
Comentários dos vereadores:
Ver. M. DuCarmo:

Ver. Neto Andrade:
Ver. Raul Neto:
Não respondeu!
Ver. Neto Araújo:


Ver. Zilma Araújo:
Ver. Daniele Cordeiro:
Não respondeu!
Ver. Castelo Bastos:
Não respondeu!
Ver. Aurélio Martins:
Não respondeu!
Ver. Cesar Alves Filho:
Não respondeu!

 PS.: Desde já agradeço a disponibilidade e atenção dos parlamentares municipais que retornaram nossa solicitação, afinal o vereador digno do cargo respeita e responde a população, obrigado.Caso os pendentes enviem após a publicação, o mesmo será anexado.

*Cargo comissionado: De acordo com o artigo 37, inciso V da Constituição Federal de 1988 as funções de confiança, exercidas exclusivamente por servidores ocupantes de cargo efetivo, e os cargos em comissão, a serem preenchidos por servidores de carreira nos casos, condições e percentuais mínimos previstos em lei, destinam-se apenas às atribuições de direção, chefia e assessoramento.


PROJETO 01/2018


 

Nenhum comentário:

Atenção!
Ao comentar, escolha as palavras corretas para que seu comentário atinja seu objetivo, expor sua opinião sobre determinado assunto.
Os comentários passaram por moderação da redação e serão publicados, independente do seu conteúdo, caso o comentarista tenha uma identificação válida!
Obrigado por comentar!

Tecnologia do Blogger.