On

        Após a derrota o candidato do PSB- Senador Sá neste último pléito levou a justiça eleitoral algumas acusações referente ao candidato reeleito pelo PSDB-Senador Sá, que foi diplomado na semana passada juntamente com seu vice e vereadores. O interessante é como diz um ditado "...o sujo não pode falar do mal lavado...", essa eleição como vimos foi muito conturbada por parte do grande poder envolvido o qual ambos os candidatos estavam a buscar, entretanto não ha certos e errados ou vencedores e perdedores entre os políticos, pois nesta guerra pelo poder apenas nós pessoas normais que saimos perdemos.
         Veja abaixo a postagem do blog Senador Sá Online:
Paulo Vitor pede cassação do prefeito de Senador Sá Alex Sandro
UMA DAS AÇÕES FAZ ACUSAÇÃO DE ABUSO DE PODER ECONÔMICO.
O candidato a prefeito de Senador Sá Paulo Vitor (PSB) da Coligação Senador Sá de Todos Nós  entraram com (3) três ações na Justiça Eleitoral do Ceará pedindo a cassação do registro e diploma do prefeito e vice-prefeito eleito de Senador Sá, Alex Sandro (PSDB). A decisão sobre os processos deve ocorrer somente em janeiro de 2013, após a volta do recesso do Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE).

Poucas horas antes de Alex Sandro ser diplomado prefeito de Senador Sá, nesta terça-feira (18), advogados de Paulo Vitor  ingressaram com as ações na Justiça Eleitoral pedido a cassação do adversário no pleito deste ano, protocoladas às 14h e 17h na 45ª Zona Eleitoral de Massapê Ce.

O TRE-CE não liberou os conteúdos dos processos porque as partes envolvidas ainda não foram notificadas, mas o Portal de Noticias de Senador Sá teve acesso ao teor geral das representações por meio do próprio e do Cartório Eleitoral. Na primeira e terceira representação, Paulo Vitor  acusa o tucano de abuso de poder econômico de captação ilícita de sufrágio e conduta vedada a agente público demissão de servidora e distribuição de brindes.

O pedindo embora o pedido seja de AÇÃO DE INVESTIGAÇÃO JUDICIAL ELEITORAL, quando geralmente a decisão ocorre de forma rápida, a petição só deverá ser analisada após o recesso da Justiça Eleitoral no Ceará, que começa nesta quinta-feira (20), retornando às atividades no dia 7 de janeiro de 2013.

O juiz vai levar um tempo para analisar os processos, que são grandes e deram entrada no final do dia de ontem. O que o juiz pode fazer é dar conhecimento às partes e analisar o pedido de liminar, mas a decisão possivelmente só depois do recesso. Antes da posse não haverá decisão, pois todos os prazos são interrompidos nesse período.

Fonte: Blog Senador Sá Online