On



       Nada mais real na CAGECE do que seu slogan: "Água da Cagece, água de beber". Mas aqui em Senador Sá faz quase uma semana que não pinga água nas torneiras das casas. E em muitos lares Senadorsaence não há mais água nem mesmo para beber. As pias das cozinhas estão com louças sujas acumuladas; os cestos de roupas sujas estão lotados e até banho ficou ruim de se tomar. Alguns usam sua última reserva de água que fica nas cisternas; outros se dirigem até o interior para tomar banho nas casas de parentes.
"E o pior de tudo é que a conta chega", diz uma moradora, "e parece não fazer diferença no preço".
      O pior é que isso não é um caso isolado. Sempre acontece. 
      A verdade é que a Cagece presta um péssimo serviço em Senador Sá, "e o resultado de todo esse trabalho você pode conferir" em sua casa: ou seja, no momento, não existe "qualidade para toda a sua família".
      Será que o Ministério Público não deveria tomar uma providência e exigir que a Cagece preste realmente um serviço de qualidade à população?
     Afinal, a água é um bem público e um direito inalienável do cidadão, portanto, quem se responsabiliza a prestar este tipo de serviço (como a Cagece), tem que ter condições de exercer essa tarefa com qualidade e rapidez. É um absurdo uma cidade ficar vários dias sem água!
     Que prestador de serviço é esse?
       Quando um cliente atrasa uma conta d'água, ele tem que pagar juros por atraso. E quando o fornecedor não cumpre com sua responsabilidade, fica por isso mesmo.?
 
Fonte: Senador Sá Online