On

         Que a polícia senadorsaense não é essas coisas já sabemos há tempos, entretanto esse acontecido nos alerta que muitos policias, esse em especifico além de não cumprirem com suas obrigações constitucionais mostram um grau de irresponsabilidade onde neste caso em específico ameaçou a vida de varias crianças segundo a narrativa dos noticiários. Esse acontecido é extremamente lamentável para essa categoria que na teória deveria nos proteger. Esse caso será enviado as devidas autoridades, pois o fato de um policial atirar sem nenhum motivo forte e necessário vai contra o juramento que a categoria faz que fica quase sempre apenas na teória e poucas vezes vemos ser colocado em prática.

(H.Jackson / Comentários)

SENADOR SÁ-POLICIAL ATIRA EM CACHORRO NA PRESENÇA DE VÁRIAS CRIANÇAS



        A lei dis que animais devem ser criados prezo, mas em cidades interioranas é costume criar, principalmente cães soltos. Na cidade vizinha de Senador Sá por volta das 09hs um soldado da PM se deslocava do bairro do açude rumo ao centro, quando um cão da raça conhecida como pé duro avançou-lhe e o PM sem dó nem piedade sacou sua arma e deu um tiro no animal, e pior na frente de várias crianças. Conforme foi-me repassado, um veterinário foi chamado para tentar remover o projetil, mas o mesmo disse que não teria condição pois provavelmente a mesma estaria alojada nos órgãos internos do animal. Como a família não tem condições de pagar uma clinica particular para tentar salvar a vida desse pobre animal provavelmente o mesmo irar sofrer até a morte. O pior de tudo foi a presença das crianças no evento, que correram um sério risco de receberem uma bala perdida, como também sequelas psicológicas. Hoje nossa sociedade não aceita mais esse tipo de ação, mesmo sabendo que cães são para serem criados em confinamento, não justifica uma ação dessa natureza, pois PMs são treinados para qualquer tipo de dificuldade, e se olhar-mos o tamanho do animal a desproporcionalidade é grande. Foi-me relatado que o mesmo PM já tinha tentado anteriormente alvejar o mesmo animal mas não teria tido exito.
 Fonte: Senador Sá Informes só Notícia Quentes